Cuidados com a gengiva

A prevenção de doenças da gengiva também chamadas de periodontopatia  é fundamental na saúde, pois ter saúde bucal é importante tanto na aparência, auto-estima, como na saúde geral de seu corpo. Além disso, uma boca saudável é também aquela que proporciona uma boa mastigação — que consequentemente trará uma boa digestão e uma melhor absorção dos nutrientes.

Escova dental

O ideal é ter uma escova apropriada ao tamanho da sua arcada dentária. É recomendado o uso de uma escova de cabeça pequena, que tenha cerdas macias, arredondadas, com tufos concentrados e cabo que seja anatomicamente confortável.

Uma escova com cerdas macias ou extra macias costumam durar no máximo 30 dias e após esse período é recomendado comprar uma nova escova. Para se atingir o objetivo de uma correta escovação dental, deve-se levar em consideração, além de uma técnica de escovação adequada, a freqüência de escovação (períodos diários).

Concentre-se na limpeza de cada setor da boca. Além disso, é importante limpar entre os dentes, porque isto é a linha de frente da defesa na prevenção das doenças de gengiva e o mau hálito, e pode desempenhar um importante papel na prevenção da perda dental.

Fio dental

O uso do fio ou fita dental é essencial, pois remove a placa bacteriana e alimentos que ficam entre os dentes e abaixo das gengivas, onde a escova não pode alcançar. A fita dental tem maior área de ação entre os dentes.

Utilize o fio dental pelo menos uma vez ao dia. Embora mais caros, os fios de filamento único, não se rompem e deslizam mais facilmente entre os dentes, mesmo com pouco espaço.

Enxaguatórios bucais

Como auxiliar também na escovação existem os enxaguatórios bucais, e que devem ser utilizados durante o tratamento odontológico, de acordo com a prescrição feita pelo dentista e que, de acordo com o quadro clínico, orientará quanto à forma e ao tempo de uso.

Os enxaguatórios bucais são substâncias químicas que atuam nas bactérias presentes na cavidade bucal, sendo utilizados para auxiliar no controle e na redução da formação da placa bacteriana.

Além disso, é importante frisar que os enxaguatórios são produtos coadjuvantes no combate à placa bacteriana. Eles não substituem o uso da escova de dentes e nem o fio dental, pois a melhor forma de combater a placa bacteriana ainda é a escovação correta e o uso do fio dental.

Placa Bacteriana

Na boca existem bactérias que ficam juntas e formam a chamada “Placa Bacteriana”. A “Placa Bacteriana” é a principal causa de cáries e das doenças da gengiva (gengivite e periodontite).

A Placa Bacteriana é uma película transparente que se forma sobre a superfície dos dentes e ao redor da linha das gengivas. Ela é composta por uma colônia de bactérias que decompõem o açúcar e os restos alimentares acumulados,
produzindo ácidos que atacam os dentes e a gengiva.


Gengivite e Periodontite

A Gengivite é causada pelo acúmulo de placa bacteriana sobre o tecido gengival. São sinais da gengivite:

  •  Sangramento e inflamação gengival; mau hálito; mobilidade dos dentes; gengivas avermelhadas, inchadas ou que se afastam dos dentes; costuma ser indolor.

A placa bacteriana, com o tempo, poderá se mineralizar, formando o chamado tártaro ou cálculo gengival. Juntos, a placa e o tártaro deslocam as gengivas através da destruição das fibras gengivais. Se não for tratado, a estrutura óssea que sustenta o dente poderá se comprometer e, em longo prazo, poderá ocorrer a perda do elemento dental. Esse abalo da estrutura óssea é denominado de Periodontite.São sinais da Periodontite:

  • Inflamação persistente; reabsorção (perda) óssea; presença de bolsas periodontais; presença de pus; mau hálito; não há dor (justamente por este motivo, não se percebe a destruição que está ocorrendo durante a periodontite. Só se percebe quando algum dente envolvido nesta condição começa a apresentar mobilidade, ou seja, quando o dente fica “mole”).

Pessoas que fumam, devem ser informadas que a nicotina inibe o sangramento gengival, portanto estas pessoas devem tomar um cuidado maior, pois dificilmente ao escovar os dentes irá ter sangramento que, é um dos sinais para observar que está com algum problema.

Tanto a gengivite quanto a periodontite são doenças que são passíveis de se evitar através de uma correta higienização e por meio de exames preventivos. A visita frequente ao dentista (mínimo de 6 em 6 meses) evita a instalação ou progressão dessas doenças

A limpeza dental (profilaxia) realizada pelo dentista no consultório odontológico é extremamente importante, pois caso a placa bacteriana se acumule e endureça na superfície do dente, formará o tártaro e apenas o dentista poderá removê-la.

Divulgue todas estas informações para sua família e amigos, para que não somente você, mas todas as pessoas que fazem parte de seu círculo social tenham uma excelente saúde bucal/geral e que terá reflexo numa excelente qualidade de vida.

Comments

comments