Como cuidar da sinusite, rinite e bronquite

No inverno elas atacam com mais força. Sintomas como tosse, coriza, dor de cabeça e cansaço são sinais de sinusite, rinite e bronquite.

Sinusite: é uma doença infecciosa que atinge os seios de face. Cavidades entre os olhos, bochecha e a testa ficam inchados. Aguda ou crônica, só quem sofre com a sinusite sabe o quanto ela dói. Os sintomas são dor de cabeça forte, dores na face, tonturas, nariz escorrendo, febre e cansaço.

Como tratar? Medicamentos nasais e antibióticos são indicados para cada caso e grau de intensidade. Quando a doença fica crônica – durando mais de três meses – pode ser necessária uma intervenção cirúrgica para limpar e drenar os seios nasais. A sinusite traz sérios problemas se não for tratada corretamente. Além de se tornar crônica, a infecção se espalha indo para a área dos olhos e o pus também pode atingir regiões do crânio e provocar meningite. A especialidade médica que trata da sinusite é a otorrinolaringologia.

Rinite: é uma doença inflamatória decorrente de uma infecção ou alergia. Causada por inalação de fumaça, pelos de animais, mofo ou poeira, os sintomas são nariz entupido, coceira na garganta e no nariz, coriza, dor de cabeça, espirros e dificuldade para respirar.

O tratamento depende da causa. Identifique os cômodos da sua casa que têm mais acúmulo de poeira. Roupas guardadas há algum tempo podem desencadear crises. Anti-inflamatórios para ingerir e inalar são indicados. Mas atenção: há médicos que não recomendam o uso do inalador, pois ele pode causar crises respiratórias. Descongestionantes nasais em spray quando usados por mais de 5 dias tem efeito contrário, piorando a congestão nasal. A especialidade médica que trata da sinusite é a otorrinolaringologia e alergia.

Bronquite: é uma doença que ataca os brônquios na forma de uma inflamação. A falta de ar, um dos principais sintomas, é causada pelas secreções que se acumulam e contraem os canais. Tosse seca, com ou sem catarro e chiado também são sinais de bronquite que pode ser aguda ou crônica.

A maioria dos casos – cerca de 80% – é ligada ao hábito de fumar. O tratamento é feito com analgésicos e descongestionantes quando a doença é aguda. Quando crônica são usados anti-inflamatórios, expectorantes e em casos mais extremos, reabilitação pulmonar. A especialidade médica que trata da bronquite é pneumologia.

Para evitar todas essas doenças, os cuidados são simples e básicos:

  •  O vapor que sai da água quente do chuveiro é um importante aliado. Inale-o de duas a quatro vezes por dia;
  •  Outra opção é usar um umidificador ou colocar uma bacia cheia de água ao lado da cama. A água deve ser trocada três vezes por dia;
  •  Ventile a casa, tire o pó e coloque sua cama onde bata o sol;
  •  Quem tem rinite deve evitar bichos de pelúcia, pois eles são grandes acumuladores de poeira;
  •  Opte por persianas para suas janelas e capas antiácaros para os travesseiros;
  •  O muco que tanto lhe incomoda é diluído com a ingestão de muito líquido.

Não deixe que as doenças se agravem. Ao sentir os primeiros sintomas, procure tratamento imediato.

Comments

comments