Como Cuidar de uma Renda Portuguesa

 

Nomes Populares :
Samambaia, renda-portuguesa

Família :

Pteridophyta – Família Davalliaceae

Origem:
Originária da região da Austrália.

 

Descrição:

Planta herbácea rizomatosa, com grandes e longos rizomas cheios de pelos marrons escuros, de onde partem as folhas compostas, finamente pinadas, de aparência delicada. 

Modo de cultivo:Para ambientes iluminados, porém sem sol direto, é uma planta que poderá ser cultivada no chão sob árvores, em vasos ou jardineiras e em vasos para interiores.

Os vasos podem ser largos, do tipo bacia, mas não precisam ser altos, pois os rizomas ficam meio a descoberto no substrato.

Solo e substrato :

O solo de cultivo deverá ser rico em matéria orgânica.

Usa-se uma mistura de composto orgânico, turfa e areia.
Também pode ser usado o substrato especial organo-mineral vendido em sacos nas agropecuárias, mas se utilizar este material deve misturar com areia.

Troca de vaso e propagação de mudas :

Para trocar de vaso, proteja o furo de drenagem com cascalho ou manta não tecido e um pouco de areia.
Coloque o substrato e plante a muda, acrescentando mais substrato apertando de leve para fixar.
Regar a seguir. Manter o substrato levemente úmido.

Para fazer a propagação da muda, retirar pedaços do rizoma, preservando as folhas e plantar como mostramos no passo a passo .

Use um vaso pequeno ou médio, pois a renda portuguesa tem lento crescimento.
Proteja do sol direto em cultivo protegido.

A adubação desta planta é feita misturando uma colher de medida de adubo granulado formulação NPK 10-10-10 em 2 litros de água, sacudir bem para dissolver.
Colocar cerca de 1 copo pequeno por vasinho, se este for maior, aumente a quantidade.
Faça isto a cada 4 meses.

Comments

comments