Como cuidar de Babosa

cbe9caa5_71717716_86a5_4984_85f4_639959f2e0a2

A Babosa é uma planta herbácea formada por rizomas, enotuceirada, suculenta, que alcança de 60 a 90 cm de altura. Suas folhas possuem espinhos macios nas margens. Geram inflorescências altas, não muito atraentes do ponto de vista ornamental, sendo elas formadas a qualquer época do ano.

Um dos benefícios da aloe vera é uma espécie que é muito fácil de cultivar e de fácil manutenção. Ele também tem muitas utilizações, bem como de plantas de saúde como decorativos e estéticos.

Algumas variedades possuem flores alaranjadas ou avermelhadas. É tida como cicatrizante, sendo muito utilizada na medicina popular.

- A Babosa se desenvolve melhor quando cultivada sob sol pleno, como planta isolada, em grupos, ou em jardins de pedra. É uma planta muito rústica, sendo tolerante a solos de baixa fertilidade, bem como a invernos mais frios.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo bem drenável, leve, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a intervalos regulares. A babosa é extremamente rústica e capaz de tolerar condições extremas como estiagem, solos inférteis, altitude elevada, frio, variações bruscas de temperatura e ventos.

O florescimento da babosa se dá no inverno, despontando inflorescências altas, eretas e muito vistosas.

Como reproduzir: É muito fácil multiplicarmos esta planta, pois ela emite brotos na sua base a todo momento, podendo estes ser plantados formando novas mudas.

Dentro de seu cuidado, também é muito importante que fertilicemos a planta aloe vera, pelo menos uma vez no ano, durante a primavera.

Esta suculenta também não pode faltar no jardim de ervas medicinais, pois é uma eficiente e rápida opção para o tratamento de queimaduras, irritações e abrasões da pele, isso sem considerar todas as suas outras propriedades terapêuticas e cosméticas.

Cuidado: a babosa pode ser alergênica para algumas pessoas e sua ingestão não é recomendada sem supervisão médica.

Comments

comments