Durante amamentação é desaconselhável iniciar dieta para emagrecer

 Se durante a gestação, as futuras mamães já se preocupam com a alimentação, com o intuito de oferecer a melhor forma de nutrição a seus bebês, logo após o nascimento, durante a fase da amamentação, esses cuidados devem permanecer. A médica endocrinologista Dra. Yolanda Schrank lista algumas dicas para as mulheres que estão passando por esta fase.

Segundo a especialista, durante a amamentação é desaconselhável iniciar uma dieta para emagrecer, o que poderia comprometer a produção de leite e até prejudicar a nutrição do bebê. Nesse período, a mãe necessita de uma alimentação equilibrada, com cerca de 2500 calorias por dia. Para as mães preocupadas com os quilos ganhos durante a gravidez, uma boa notícia “A amamentação ajuda a emagrecer, pois queima calorias. Durante o período de amamentação o gasto calórico da mulher aumenta em cerca de 30%.”, diz Yolanda.

Não há um cardápio pré-determinado que deva ser seguido à risca, segundo a especialista. O ideal é que a mãe se alimente de forma saudável, várias vezes ao dia, adicionando generosas doses de líquidos. “É importante ingerir ao menos dois litros de água por dia, o que não é muito difícil nessa fase, uma vez que a mulher costuma sentir muita sede durante a produção de leite”, explica a endocrinologista.

Uma alimentação rica em carnes brancas magras, legumes, verduras, cereais, alimentos ricos em cálcio (vegetais verdes escuros, leite e derivados) e frutas é a mais recomendada. A ingestão de peixes, linhaça e outros alimentos fontes de ômega 3, no mínimo duas vezes por semana, garante os níveis do ácido graxo essencial no leite materno.

Mães vegetarianas

Para as mães vegetarianas, um alerta especial: é preciso redobrar os cuidados com a alimentação e se certificar de estar ingerindo vitaminas e minerais suficientes para nutrir o bebê.

Adoçantes e produtos light

Uma dúvida constante paira sobre o uso de adoçantes e produtos ligth. Não existe consenso sobre os malefícios dessas substâncias para a saúde da criança, de qualquer forma a recomendação é fazer um uso leve ou moderado dessas substâncias.

Bebidas, álcool e remédios não combinam com amamentação. A mãe que amamenta deve lembrar sempre que essas substâncias, além de causar prejuízos ao próprio organismo, podem afetar o organismo do bebê, por meio do leite materno.

“É importante lembrar que a consulta com um médico especialista ou nutricionista é a opção mais recomendada para quem deseja elaborar um cardápio saudável, com refeições e lanches saudáveis”, finaliza.

Fonte: IG / Vya Estelar

Comments

comments