Cachorro

0 14

Os bichinhos de estimação, de forma diferente dos seres humanos, andam sempre com seus pezinhos em contato com o chão, o que sem dúvidas pode ocasionar uma série de problemas de pele ou ainda outros mais graves.

O primeiro ponto para cuidar bem das patinhas dos pets é manter a casa sempre limpa, a fim de evitar fungos, o contato com a sujeira e outros malefícios que só tendem a deixar a saúde do animal ruim. Lembre-se de que o cão e o gato coçam seus olhos e ouvidos com as patinhas traseiras e por isso é importante mantê-los bem longe de seus próprios dejetos.

Outro ponto fundamental é o contato do pet com o piso frio, que ocasiona uma série de anomalias ósseas e musculares futuras, sem que os donos percebam que esta foi a causa do aparecimento de tais doenças.

Os cães são animais que se adaptam facilmente em relevos naturais, como o campo e outros ambientes que tenham terra.  Portanto, antes de deixar o bichinho em pleno contato com o chão frio, procure ter um quintal com um espaço mais natural para que o bichinho possa desempenhar suas atividades inatas.

Assim como o piso frio é prejudicial ao animal de estimação, o excesso de temperatura também o é. Por isso, caso você decida passear com o bichinho na época em que chega o verão, não hesite em adquirir os sapatinhos para cães e gatos que, além de protegerem o pet contra a alta temperatura do asfalto, também evitam o atrito e o contato com a sujeira.

Por fim, caso você note alguma anomalia ou feridas nas patinhas de seu amiguinho, recorra imediatamente e um veterinário de confiança, uma vez que várias são as doenças, inclusive sanguíneas, que podem estar dando início a um processo alérgico ou infeccioso.

0 17

Como todo cão pastor, o Pastor Australiano precisa de muito espaço e exercício. O ideal é que viva em uma casa com quintal ou em um sítio com espaço para correr.

O Pastor Australiano é altamente resistente, é amoroso, corajoso, alerta, confiante, independente, inteligente e atencioso. Se ele não puder se exercitar ou ser desafiado, ele se fica frustrado e muito difícil de conviver. Com exercícios apropriados e treinamento, ele é leal, profundamente devotado e um companheiro obediente. Ele é tímido com estranhos e tem instinto protetor. Pode tentar “pastorear” crianças e animais pequenos mordiscando.

– Essa raça precisa de muita atividade física todos os dias, de preferência combinando desafios físicos e mentais. Catching pastoreio, agilidade flyball e disco pode fornecer o exercício mental e físico.

– Sua pelagem é de comprimento e textura moderada fácil de se manter limpa e com escovações semanais ajuda na limpeza dos pelos mortos.

– Requer escovar uma vez ou duas por semana.

– Pastor Australiano adulto deve ser alimentado com uma dieta equilibrada, com calorias restritas para não ganhar muito peso.

– Para Filhotes de Pastor Australiano a dieta durante o crescimento condiciona a saúde do cachorro na fase adulta.

– A plena satisfação das necessidades nutricionais do cachorro em crescimento possibilita assegurar esta etapa crucial em sua vida.

– Como regra geral, a dieta de um cachorro deve levar em conta, sem qualquer excesso ou deficiência, as características específicas da espécie canina, raça e a diversidade de tamanhos, além de sua capacidade de digerir os nutrientes de forma adequada.

– Filhotes de Pastor Australiano devem ser alimentados com uma ração de filhotes com alto conteúdo de vitaminas.

– Vacinar seu cachorro é um ato de compromisso, e amor. Além de garantir sua imunidade frente a doenças perigosas e fatais, ao vacinar seu cachorro você contribui para a saúde pública, pois algumas das doenças de cães que as vacinas previnem, como a raiva e a leptospirose são zoonoses, ou seja, atingem também os seres humanos.

Vermifugação

Vermifugação em cães é uma rotina que deve ser adotada de tempos em tempos, conforme orientação de um veterinário, independentemente da presença ou não de vermes intestinais no organismo do cachorro.

Os vermes intestinais podem estar presentes nos cães principalmente em filhotes desde o seu nascimento.

A vermifugação irá auxiliar no bem-estar e na saúde do seu cão, fazendo com que ele elimine estes vermes.

O mesmo vermífugo utilizado para a eliminação dos vermes é também administrado como medida preventiva.

Doenças mais frequentes na Raça

– Em geral, o Pastor Australiano é um cachorro saudável com poucos problemas clínicos, no entanto existem algumas doenças que são diagnosticadas com maior frequência nessa raça de cachorro como as descritas abaixo, porém recomendamos que os donos e futuros donos façam uma avaliação periódica com seu médico veterinário de sua confiança.

Pastor Australiano é uma raça de cachorro maravilhoso para família, essa raça não é recomendado para viver em apartamento por ser uma raça de cachorro muito ativo e atletico. Caso isto ocorra será necessário levar seu Pastor Australiano para corridas e passeios diários ou creches para cães onde profissionais qualificados irão proporcionar atividades necessárias para que o cão gaste sua energia e sinta se mais feliz.

0 24

Ter um cachorro de estimação sem dúvidas nos proporciona momentos únicos, capazes de nos trazer uma alegria infinita aos nossos corações.

Por este motivo, dar todo o carinho necessário e atenção é o mínimo que podemos fazer para retribuir o bem que eles nos fazem, atendendo às suas necessidades básicas e emocionais.

Brincar de esconde – esconde com o cão

– Os cachorros adoram essa brincadeira, pois como são caçadores natos, podem abusar de seus instintos investigativos. Para fazer essa brincadeira com o cão, peça para que uma pessoa com quem o animal esteja familiarizado se esconda e pergunte várias vezes “onde está o fulano?”. O animal prontamente entenderá o que deve ser feito e sua busca será muito divertida.

– Quando ele encontrar a pessoa, comemorem e cedam a ele um biscoito ou um petisco de sua preferência – a diversão será mais do que garantida!

Corrida contra o Tempo

– Nessa brincadeira com o cão, todas as suas habilidades serão testadas. Para isso, vale a pena usar de sua criatividade para dispor de bambolês, cordas para pular, apitos e outros recursos, onde você fará com que ele vença provas, sente-se, deite-se e teste seus conhecimentos caninos.

Cães gostam de brincar de ‘’bobinho’’

– Essa é uma das brincadeiras mais engraçadas para fazer com o cão e eles adoram! Para isto, basta pegar o brinquedo que ele mais gosta, que pode ser uma bolinha, um ursinho ou um mordedor, etc., e faça como uma partida de vôlei jogando o brinquedo com alguma outra pessoa.

– O cão tentará inúmeras vezes pegar o objeto e quando ele conseguir, ceda-lhe um petisco e faça uma breve pausa para começar novamente.

Teste essas dicas de brincadeiras com o cão e aproveite para egar mais intimidade com o mesmo e deixa-lo bem divertido.

0 29

Husky Siberiano é um cão que tem origem na Rússia, desenvolvia funções de busca e salvamento, ajudando a encontrar pessoas perdidas na neve e a levar medicamentos para elas.

Medindo entre 53 e 60 cm de altura nos machos e de 51 a 56 cm nas fêmeas, com peso variando de 15 kg a 30 kg, o Husky Siberiano é um excelente companheiro para as crianças, pois também adoram brincar são carinhosos e possuem energia suficiente para se divertir com a garotada.

O ideal é que eles sejam criados em grandes espaços, nos quais possam correr para gastar energia, não sendo muito indicados para quem mora em apartamentos ou casas pequenas.

– Os cães da raça possuem pelagem densa e comprida, formada por duas camadas de pelo, característica importante para garantir a sua sobrevivência em regiões geladas, podendo ser encontrados em várias cores, como branco e cinza, e também em combinações de branco com preto, marrom avermelhado e vermelho cobre.

– Os olhos do Husky Siberiano são muito bonitos, geralmente trazendo cores bastante vivas e chamativas, como verde, azul, amarelo e castanho. Já as orelhas são de porte médio, apontadas para cima, enquanto a cauda se apresenta com bastante pelo, lembrando as caudas de raposas.

– Evite dar banhos frequentes nele;

– Na época da troca de pelagem, que acontece duas vezes ao ano, escove-o bastante e esteja preparado para os fios que vão se espalhar pela casa;

– Eles adoram praticar atividades esportivas e brincadeiras. Portanto, leve-o, sempre que possível, para uma caminhada;

– Quando filhote, sirva ração 3 vezes ao dia. Na fase adulta, o ideal é oferecer a ração de manhã e à noite.

Eles possuem instinto de caça, herdado dos seus ancestrais, podendo perseguir e matar animais de pequeno porte, como gatos, coelhos, galinhas e ratos, entre outros. Caso você tenha outros bichinhos de estimação em casa, é bom pensar antes de escolher um cão da raça, ou então criá-lo junto a esses animais, para que ele se acostume.

0 25

A raça ficou mundialmente conhecida após participar do filme ‘O Máscara’!

O Jack Russell terrier é um cão pequeno fisicamente ele pode chegar aos 6kg e medir 30cm de altura. São simpáticos, amáveis e gostam de receber visitas e pode facilmente integrá-los. Eles ainda adoram crianças e também são ótimos como cães de guarda e devido a suas habilidades de caça.

Apesar de seu tamanho não são adequados para a vida em apartamento ou casas pequenas porque realmente precisam de espaço para exercícios. Recomenda-se sempre que os quintais sejam devidamente cercados para impedir que eles exerçam uma de suas habilidades – pular obstáculos.

Gostam de cavar o quintal inteiro e sempre haverá um risco grande dele seguir um cheiro novo e se esquecer de voltar quando chamado sem coleira.

Sua personalidade inquieta vai fazer com que esteja sempre à procura de alguma atividade e, caso não encontrem nada ‘útil’, certamente poderão inventar brincadeiras que nem sempre serão aprovadas pelos donos, como roer móveis ou escavar enormes buracos no jardim.

  • Alimentação

Devem ser alimentados com comida de cão especial somente, pois ele contém um equilíbrio adequado de nutrientes para cães. Deve-se evitar alimentá-los a alimentação humana, como faze-los com excesso de peso e a várias doenças. Você pode consultar o veterinário do seu cão sobre alimentos apropriados para ser alimentados com um Jack Russell terrier.

  • Pelagem

Existem 3 tipos diferentes de pelo, que podem ocorrer numa mesma ninhada. O pelo liso, curto e mais raro; o pelo duro, longo e espetado; e o “quebrado” que é um tipo intermediário. Em qualquer um dos casos, devem apresentar um mínimo de 51% de coloração branca, podendo apresentar manchas pretas, marrons ou tricolores.

  • Exercícios

Quando se trata de exercício, verifique se você tem tempo para levar seu cão para passear pelo menos duas vezes por dia. Este é um cão muito ativo, que precisa de bastante exercício, ou seja até mesmo você jogando bola com seu cão, e levá-lo para fora para exercícios vão ajudá-lo a se acalmar.

Usar truques como recompensas e guloseimas, sempre que ele se comporta bem. A formação deve ser transmitida de cachorro idade se como cães mais velhos tendem a ser mais teimosos e resistentes. Mimos ou em proteger o seu Jack Russell pode estragar-lhe completamente. É importante ser firme.

  • Saúde

Catarata, glaucoma e surdez são alguns problemas de saúde comuns com esta raça. Eles também são muito propensos a luxação do joelho tampa, devido à sua forma de corpo estranho. Estar acima do peso torna propensos a várias doenças cardíacas e artrite. Da mesma forma, eles podem adquirir doenças da pele e alergias, que são comuns com a maioria dos cães.

Este cãozinho é pequeno e super ativo, muito inteligente e alegre, podemos dizer que são incansáveis

0 12

O Basenji é famoso por ser uma raça de cachorro que não late. É um animal desenvolvido em regiões quentes, sua pelagem é curta, lisa e com manchas brancas, ele costuma se comunicar através de uivos.

– Eles têm pernas longas e cauda em forma de anel. Os cães desta raça chegam a pesar até 11kg e a medir 43cm, com o porte médio. Pelo curto, denso, brilhante e fino. As cores são: preto e branco, vermelho e branco, preto e fogo e branco com marcas fogo sobre os olhos com máscara cor de fogo, fulva e branca. Os pés, antepeito e extremidades da cauda são brancos.

– Deve tomar banho a cada 7 dias, recebendo escovação semanal no intervalo entre banhos.

– Seu temperamento é forte, instintivo, protetor e carinhoso u seja, não é uma raça fácil de adestrar. Por ser muito teimoso e independente o Basenji não costuma obedecer ordens, fazendo assim jus ao seu nome que significa “cachorro do mato”. Apesar de todas suas características selvagens o Basenji é muito inteligente e um grande caçador.

– O Basenji é um cachorro ativo que precisa de exercícios físicos e mentais todos os dias. Suas necessidades se satisfazem comum longo passeio seguido de brincadeiras ou correndo livremente em uma área segura e cercada. Ele fica melhor vivendo dentro de casa com acesso ao quintal. O pelo é fácil de manter, e basta escová-lo de vez em quando para remover pelos mortos.

O Basenji tem a fama de ter a personalidade parecida com o gato, devido a sua independência, preocupação com a higiene e gostar de ficar em lugares altos. Além disso, gostam de fazer as necessidades em uma caixa de área, jamais fará perto da sua comida.

– O dono precisa atento ao cio das fêmeas, pois eles são cães muito limpos, e muitas vezes o dono nem percebe que a fêmea esteja no cio.

Apesar de necessitar de bastantes exercícios diários, é um cachorro que se adapta bem em apartamentos. Mas precisa sair para fazer atividades ao ar livre, como caminhas, corridas, entre outras.

0 17

Apesar da semelhança entre Collies e Shelties, as duas raças guardam diferenças importantes entre si, além do tamanho. O sheltie costuma ser mais ativo e mais dependente do dono do que o Collie, além de latir proporcionalmente mais. Com estranhos costuma ser mais arredio do que o Collie.

São cães muito inteligentes e que aprendem com rapidez. Por sua característica de procurar o dono constantemente, não são cães que devam ser ‘esquecidos’ nos quintais ou privados do convívio familiar, já que nestes casos podem desenvolver problemas de comportamento, como destruição, latidos em excesso, morder as coisas e cavar buracos. Apesar de procurarem constantemente a companhia do dono, também não são cães ‘de colo’.

Podem viver em espaços pequenos, como apartamentos, desde que seja exercitado diariamente. Seu nível de atividade e sua grande facilidade em aprender novos comandos, faz com que os Shelties se destaquem em esportes como o agility.

Pelagem

Apesar de sua vasta pelagem impressionar, os cuidados especiais são poucos. No entanto, é indispensável uma rotina pelo menos semanal de escovação, com escova de pinos, para deixar o Sheltie bonito e saudável. Na época da troca de pêlos essa escovação deve ser feita mais frequentemente. Apesar de longa, a pelagem não costuma formar nós.

A principal restrição aos banhos tradicionais é que os Shelties, por sua pelagem abundante, demoram muito para ficarem completamente secos e a umidade do pelo pode causar a proliferação de fungos e bactérias causadores de micoses e dermatites, que provocam mau cheiro e queda dos pêlos.

Problemas comuns à raça

A raça é considerada bastante saudável, mas geneticamente mais propensa a desenvolver problemas de pele, causados por disfunções orgânicas hereditárias. Causam o aparecimento de áreas sem pêlo, com vermelhidão da pele e posterior escurecimento. Outros problemas comuns à raça são:

– Displasia coxo-femural (anomalia no encaixe do fêmur e da bacia)

– Atrofia progressiva da retina – que pode causar cegueira.

Além de gentil, brincalhão, amável e companheiro, ele é ótimo com crianças, embora possa mordiscar calcanhares nas brincadeiras. Ele late bastante.

0 16

Conviver com um cão cego pode ser um grande desafio, mas é também uma experiência muito recompensadora. Alguns donos acreditam que, assim que seu cão fica cego, ele fica muito dependente e precisa de ajuda constante. Isso está muito longe da verdade! Na verdade, muitos cães cegos podem facilmente se locomover pela casa normalmente e viver uma vida feliz apesar da cegueira.

Pode parecer óbvio, mas não custa reforçar. Não mude seus móveis de lugar. Mudando, será mais difícil para seu cachorro cego “decorar” os caminhos da casa e se locomover normalmente. Se ele bater nos móveis com muita frequência, além de poder se machucar, isso irá deixá-lo assustado e desorientado. Portanto, deixe seus móveis sempre no mesmo lugar.

– Proteja as quinas dos móveis, como armários, portas, mesas de cabeceira e quaisquer móveis que possam machucar seu cão.

– Use tapetes anti-derrapantes para ajudar seu cão a se movimentar de cômodo para cômodo.

Mantenha os potes de ração e água sempre no mesmo lugar, para que seu cão saiba onde estão.

– Se você tem escadas, coloque um portão no topo para prevenir que seu cão caia sem querer.

– Se você tem outros animais em casa, coloque sinos em suas coleitas para que seu cão cego saiba da presença deles. Você também pode colocar sinos no seu pulso ou sapatos para seu cão saber que você está perto.

– Não esqueça de avisar às visitas que seu cão é cego e não deixe que eles passem a mão em seu cão antes que ele os cheire antes.

– Quando for passear com o seu cão cego, use uma guia curta. Assim você terá mais controle sobre ele e ele se sentirá mais seguro porque saberá onde você está.

Quando estiver em público, coloque uma roupinha ou um lenço com os dizeres “SOU CEGO”, para que as pessoas saibam e tomem os devidos cuidados. Fora que ele ficará uma graça!

– Nunca aborde seu cachorro cego por trás porque isso pode deixá-lo apavorado. Você também nunca deve abordá-lo quando ele estiver dormindo.

– Se seu cachorro cego vive do lado de fora da casa (no jardim ou no quintal), mantenha o ambiente mais “clean” possível. E só deixe seu cão do lado de fora da casa se a casa for cercada!

Ajude seu cão cego a ficar mais confiante conversando com ele. Se você o encorajar sempre, ele vai sentir que pode fazer as coisas sozinho.

0 21

O famoso cão “salsichinha” é sem dúvidas muito fofo e dócil, sendo um dos favoritos das crianças.

Em uma primeira análise, vale a pena ressaltar o fato de que os Dachshunds são animais baixos, que podem pesar de 7 a 11 kgs em sua fase adulta. Entretanto, muitos cães da raça Dachshund possuem um peso acima desta média, visto que este é um animal com predisposição genética para a obesidade e doenças relacionadas com o sistema endócrino e cardiovascular.

Por esta razão é fundamental selecionar bem os alimentos e horários para oferecer comida ao cão e incentivar as caminhadas, práticas de exercícios e brincadeiras com o pequeno. Consulte um veterinário para solicitar uma dieta controlada com os nutrientes necessários, elaborada a partir de um exame de sangue minucioso sobre sua constituição.

Pelagem: Tanto o de  pelo curto como longo, pode ser encontrado nas cores: vermelho, amarelo avermelhado, amarelo, preto profundo ou marrom com manchas ferrugem (castanha) ou amarela, Arlequim (tigrado manchado, manchado). No cão de pelo duro predomina as cores citadas anteriormente. Ou ainda a clara até a cor escura de javali, como também a cor de folhas secas.

  • Doenças comuns

– Além da obesidade, outros problemas como hérnia de disco, bico de papagaio, luxação da patela, diabetes e cálculos renais aparecem com mais frequência nesta raça, de modo que se faz necessário manter a rotina do animal saudável em seus aspectos mais abrangentes.

– Outra doença comum é otite, uma vez que suas orelhas, por serem grandes, cobrem o canal auditivo de forma a propiciar a aparição de bactérias. Por isso, mantenha a higiene de seu cão em dia, limpando 3 vezes por semana suas orelhinhas com um cotonete e principalmente, após uma sessão de banho.

Todos os tamanhos se adaptam perfeitamente em casa e apartamento . É importante que, pelo menos duas vezes durante a semana, sejam levados à passeios ou caminhadas.

São cães muito fortes e de fácil manejo.

1 100

Muitos confundem o Lhasa Apso com o Shih Tzu , mas tanto em relação à aparência quanto ao temperamento, ambos são bem diferentes.

Eles são, originalmente, do Tibete e eram criados por homens nobres e santos. Os cães dessa raça são inteligentes e carinhosos. Devido ao seu pelo comprido, eles também podem precisar de muitos cuidados. E

Esse tipo de cão é ideal para o convívio com crianças e em locais pequenos, é uma raça muito dócil e alegre.

Segundo o padrão oficial, o Lhasa pode ter uma grande variedade de cores (dourado, areia, mel, mesclado escuro, malhado, esfumado, particolor, preto, branco e castanho). Todas as cores são igualmente aceitáveis e não há preferência de uma sobre outra.

Ele não está preparado para viver ao ar livre. Seu longo pelo precisa ser escovado a cada dois dias.

Tenha cuidado também com a limpeza diária de urina e fezes do cão, para que não entrem em contato com a pelagem do animal, isso pode desenvolver bactérias e fungos.

Pelagem

– A pelagem do Lhasa requer bastante cuidado e manutenção para ter o aspecto ser exuberante e saudável dos melhores exemplares. Recomenda-se que a escovação do cão adulto seja diária, de preferência com escovas metálicas, evitando assim a formação de nós nos pelos.

– O banho deve ser dado uma ou duas vezes por mês, tomando extremo cuidado para que a secagem dos pelos seja bem feita, evitando assim o aparecimento de problemas de pele. Atenção: antes de dar banho, desembarace os nós do pelo. Uma vez molhado, fica muito difícil desatar os nós.

Cuidados com os olhos

– Os pelos compridos deste cachorro, podem ser origem de infeções nos olhos tornando-se necessário tomar alguma precauções.

– Os pelos da testa e cabeça passiveis de ficar em frente aos olhos, devem ser cortados de modo a não prejudicar a visão e para não entrarem em contacto direto com o globo ocular.

– Fazer tranças é uma outra opção.

– Limpar regularmente os olhos do Lhasa Apso com algodão embebido em soro fisiológico ou água boricada, são cuidados necessários a não esquecer devido ao maior perigo das infecções de bactérias que se acumulam no pelo perto dos olhos nas atividades de cheiretar.

Cuidados com a alimentação

– Ração seca rica em proteínas é mais indicada para o Lhasa Apso.

– Caso alimente seu cachorro com comida confecionada em casa, utilize bastante verdura, legumes e arroz com alguma carne. Um ou dois dentes de alho por semana, são aconselhados pois são ótimos contra infeções dos aparelhos alimentar e respiratório.

– Os cães gostam muito de ossos. Caso opte por ossos caseiros, ter todo o cuidado em cozinhar bem o osso. O mesmo deve ser bom para roer, mas que não quebre dando azo a pontas afiadas. Alguns indicados são ossos de joelho, de pescoço ou cauda de animais.

Doenças Comuns

– Devido as suas características, os cães da raça Lhasa Apso possuem algumas doenças comuns. Como as dermatites, deus pelos longos atraem pulgas e bactérias. Quando isso ocorre, aparecem manchas vermelhas na pele, com ausência de pelo ou ainda presença de feridas, o importante é levar ao veterinário, para que sejam realizado o tratamento correto.

Leve seu animal de estimação para caminhar diariamente. Essa é a raça perfeita para viver em apartamentos ou condomínios

0 28

Você pode adotar hábitos para diminuir a ansiedade de separação quando seu cachorro vai ficar sozinho em casa durante muito tempo. Cães que não conseguem ficar sozinhos entram em depressão, procuram ocupar o tempo destruindo móveis e objetos e fazem besteiras pra chamar a atenção.

Se o cachorro ficar sozinho esporadicamente, ele não vai chegar a se acostumar mal com a sua ausência.

1 – NUNCA diga “tchau”, dê beijos, fale fininho… Isso significa (para ele) que existe alguma situação que está te incomodando, te fazendo sofrer. Consequentemente ele fica angustiado e poderá chorar, latir, se auto-mutilar, etc. Quando for sair, simplesmente vire as costas e saia. Sem despedidas, sem voltas (para dar uma “espiadinha”), sem dó. Quanto mais “normal” parecer a situação, mais rápido ele se acostuma a ela.

2 – Quando voltar espere um pouco para fazer “festinhas”. Caso abra a porta já passando a mão nele, fazendo carinho e pegando no colo, ele ficará te esperando todos os dias, muito ansioso por sua volta. Chegue em casa, troque de roupa, aja normalmente e só aí faça festinha pro seu cão. É tentador, mas você estará fazendo o melhor pra ele.

3 – Se puder, deixe uma camiseta sua com ele. Seu cheiro faz com que ele não se sinta tão sozinho.

4 – Deixe brinquedos para mastigar, bolinhas e petiscos escondidos. Existem brinquedos inteligentes que fazem com que ele tenha o que fazer por algum tempo. Deixe dois ou três brinquedos “especiais” guardados. Esses brinquedos nunca ficarão a disposição dele o tempo todo. São brinquedos que você brinca com ele, estimula bastante e quando ele estiver doidinho pelo objeto, você guarda. Esses brinquedos servem também para ajudar nessas horas de solidão prolongada. Você também pode adaptar, pegar uma garrafa pet, colocar petiscos que ele adore dentro, vedar bem e fazer furos mínimos pela garrafa.

5 – Cuidado com coisas como brinquedos que soltam partes, pelúcia, ossos, etc. Caso ele engasgue com um pedaço, você não estará perto para ajudar. Tire também fios e objetos quebráveis. Desligue equipamentos eletrônicos das tomadas para o caso dele mastigar. O ideal é que você delimite um espaço, assim você diminui os riscos de ele se machucar. Por exemplo, fechar as portas dos banheiros, quarto de hóspedes, enfim.

Caso seja filhote, ele deve ficar preso em uma área restrita enquanto não estiver habituado com a nova casa, com a rotina de ficar sozinho e com as necessidades no jornal.

0 12

Ter um cãozinho de estimação em casa é uma alegria só. Porém, antes de você se decidir e levar um para casa, é preciso saber qual a raça tem mais a ver com seu estilo de vida

Para quintais

– Boxer: apesar da cara feia, é muito leal e protetor da casa. Carinhoso, adora crianças. Não precisa de escovação e o banho é mensal;

– Akita: é bastante protetor da família que o adota, podendo mesmo atacar estranhos que julga que irão atacá-la. Se for adestrado, tende a se tornar um ótimo cão de guarda;

– Golden Retriever: de aparência bastante simpática, a raça é muito alegre e adora brincadeiras. Por isso há necessidade de bastante espaço para ele correr. Contudo, para que o cão se dê bem com crianças, ele deve ser adotado ainda filhote.

Para apartamento

– Maltês: pequeno, ele é muito carinhoso e dócil. Adora brincar. A escovação é diária e e o banho semanal;

– Chihuahua: pode pesar até 800 gramas de tão leve, sendo a raça perfeita para viver em apartamentos pequenos. Por ser frágil, é melhor que não conviva com crianças. Não precisa de escovação e o banho é quinzenal;

– Yorkshire: Um pouco barulhento, cães dessa raça latem quando acreditam que o seu território está sendo ameaçado. Adoram companhia e são ótimos parceiros para a criançada. A escovação é diária e o banho semanal.

Detestam barulho

– Buldogue inglês: ele é meio pesadão, por isso não é muito ativo. Bom de garfo, o dono precisa ficar de olho para o cão não ficar obeso. É muito dócil e adora os donos. Não necessita de escovação e o banho é quinzenal;

– Basset hound: é bem tranqüilo e não muito afeito a brincadeiras onde ele tenha que correr. Necessita muito de companhia. Não precisa escovação e o banho é quinzenal;

– Chow Chow: não costuma latir muito e possui um comportamento mais reservado. Ele adora carinho e gosta de crianças. A escovação é semanal e o banho quinzenal.

Gostam de uma caminhada

– Border Collie: é um cachorro de porte grande e que necessita gastar energia sempre. Obediente e esperto, eles adoram crianças. A escovação é semanal e o banho quinzenal;

– Labrador: é outra raça que precisa estar constantemente fazendo algum tipo de exercício. Gosta muito de brincar, é simpático e sabe nadar muito bem. Não precisa de escovação e o banho é mensal;

– Pitbull: a fama de mau chega primeiro, mas é um animal que se adapta bem rápido à rotina da casa. Não precisa de escovação e o banho é mensal.

Para quem tem filhos pequenos

– Beagle: crianças hiperativas costumam se dar bem com cachorros dessa raça, pois eles são muito ativos e adoram uma corrida. Disposição e alegria é o que não faltam aos Beagles. Não precisa de escovação e o banho é quinzenal;

– Lhasa Apso: bastante divertido, adora uma curtição, principalmente bem acompanhado. A escovação é diária e o banho é quinzenal.

– Pug: ele já é gordinho por natureza, então é necessária muita atividade física. Passeios longos não são com ele. Não preciso escovação e o banho é quinzenal.

Divertidos

– Dálmata: é um cão que adora pessoas e se dá muito bem com outros animais. Curte muito brincar e é bastante parceiro dos donos. Mas cuidado, pois essa raça pode ser ciumenta e possessiva. Não precisa de escovação e o banho é mensal.

– Poodle: muito ativo, doce, inteligente e companheiro dos donos, ele adora destruir sapatos e objetos da casa. A escovação é semanal e o banho quinzenal;

– Shih Tzu: ele é muito querido e limpo e também curte muito as brincadeiras com as crianças. Se adapta a longos momentos de solidão com facilidade. A escovação é diária e o banho semanal

14 54

O Chihuahua é a menor raça de cachorro do mundo e encanta pelo seu tamanho e pelo seu olhar meigo e carinhoso.

Um fator importante a considerar é que, apesar do padrão da raça afirmar que o Chihuahua pode pesar entre 0,9 e 3,5Kg, deve-se evitar exemplares excessivamente pequenos. O peso ideal recomendado para os bons cães fica entre 1,3 e 1,8kg.

Apesar do tamanho e aparência frágil, o Chihuahua é uma raça com poucos problemas específicos.

Primeiramente é importante ressaltar a questão da alimentação. Isto é, se você pensa que para cuidar de um Chihuahua é necessário somente encher o seu potinho de ração, aí vem o grande engano: além de demandarem tipos de comidas especiais, esta raça possui uma grande tendência à obesidade, de modo que você precisará dosar muito bem as quantidades oferecidas com muito rigor.

– A hipoglicemia é uma das doenças mais comuns em Chihuahuas e isso acontece devido seu pequeno porte. Isso ocorre quando os níveis de açúcares caem no organismo do animal, visto que por possuírem um sistema digestivo pequeno, comem muito pouco. Por esta razão é necessário ter um cuidado especial com a alimentação e oferecer diariamente pequenas porções de ração ao cãozinho com os nutrientes necessários, de acordo com uma receita prescrita por um veterinário.

– Em relação aos pelos de um Chihuahua existem mais e menos peludas, porém para todos os casos o melhor é sempre dar o banho em petshops especializados, e um banho há cada 15 dias já está bom. Há casos onde é frequente entrar água no ouvido do cão ou ainda o animal ter sua patinha presa no ralo, visto que são muito pequeninos e frágeis. Por isso, proteja sempre as orelhas do Chihuahua com um algodão ou um esparadrapo, a fim de evitar otite e outros malefícios.

– Caso ele não saia frequentemente de casa, pode vir a ter problemas com o crescimento exagerado das unhas. Nestes casos, convém apará-las mensalmente, de preferência, num veterinário de confiança.

Outro ponto fraco da raça é sua dentição, que deve ser frequentemente verificada para evitar a formação de placas de tártaro.

Apesar do seu pequeno tamanho é um cão valente e atrevido. Não gosta do frio, mas habitua-se bem a qualquer país. Os Chihuahuas são uma raça de vive entre 14 – 16 anos em média.

0 24

O Cachorro Akita é um cachorro natural do Japão A diferença entre o Cachorro Akita e um cão comum é que seu latido é considerado um alerta real, pois não é um cão que late a toa se escutar seu latido pode saber que é alguma coisa errada enquanto que o cachorro comum late por qualquer coisa, é escandaloso.

Entre as penalidades estão:

– a cor malhada, definindo que manchas brancas são toleradas mas a ausência delas é preferível; e principalmente

– a máscara preta, que é considera pelos japoneses um símbolo da falta de autenticidade do Akita, por indicar sua mestiçagem com o pastor alemão.

Eles possuem ‘’dupla pelagem’’, com o pelo interior bem denso e macio e bem mais curto que a pelagem exterior, que tem comprimento médio e é dura e reta.

– Duas vezes por ano os Akitas trocam seu subpelo. Isso quer dizer, ou seja eles perdem toda a sua pelagem interior. Essa troca de pelo é muito intensa e pode durar mais de um mês. Muitos donos dos akitas se assustam com essa troca de pelo e acham que seus cães estão com algum problema de pele, é preciso esclarecer que todos os Akitas trocam pelo dessa forma, não se assuste com a quantidade de pelo que cai durante está troca de pelagem nem com a aparência temporária de seu cão, é tudo normal.

Porém a boa noticia é que fora da época das trocas de pelagem, basta uma boa escovada por semana e poucos banhos por ano. A escovação semanal serve para remover pelos mortos e estimular o crescimento de novos pelos.

Se o cão estiver muito sujo escove o bem e limpe com alguns lenços umedecidos. Isso é o suficiente, e se quiser que ele fique perfumado passe apenas um pouco de colônias para cães e pronto.

– Um cuidado necessário é manter sempre as unhas curtas, isso é extremamente importante para cães que vivem dentro de casa ou em jardins onde é muito difícil que o cão consiga desgastar as unhas naturalmente, já os cães que vivem em pátios de cimento geralmente não necessitam desse cuidado.

Mas também deve-se aparar o pelo que cresce entre os dedos da almofada das patas. Para cortar esse pelo você deve utilizar uma tesourinha com as pontas arredondas para evitar machucar o cão, um ótimo instrumento para esse procedimento é a tesourinha para aparar pelos do nariz.

– O Cachorro Akita é muito simples dorme em qualquer lugar só precisa estar seco, portanto uma casinha de cachorro nem é necessário, pois ele dorme no cimentado mesmo ou em uma grama.

– Todo cachorro precisa de uma boa alimentação que deve ser feita com ração para cães e no caso do Cachorro Akita além da ração é preciso muita água, ele toma bastante. Os cuidados com a alimentação do cão é muito importante e deve ser feita com as restrições feitas pelo veterinário.

O Akita não é exatamente um cão ‘brincalhão’, mas sabe conviver muito bem com os membros de sua família a fim de obter carinho e atenção. Também não é do tipo que faça festa com estranhos e até mesmo mostra-se reticente com as pessoas que não são do seu convívio diário.

0 25

Dálmatas são conhecidos por sua personalidade amorosa e são respeitados por sua lealdade e determinação no trabalho.

Um Dálmata macho adulto costuma ter entre 56 e 61 cm e pesar entre 27 e 32 kg. Já no caso das fêmeas, estas são mais baixas, medindo entre 54 a 59 cm e pesando entre 24 a 29 kg.

Alimentação

Nunca dê ao seu cachorro leite de vaca, pois este irá provocar-lhe graves problemas intestinais devido ao facto de ser muito diferente do leite canino. Não lhe dê carne crua.

A alimentação de um cachorro nas primeiras 3 semanas de vida é constituída exclusivamente de leite materno. A partir da 3ª semana começar-se-á com pequenas porções de ração – a ração é preferível aos alimentos cozinhados em casa, pois são elaborados com a percentagem de carne, vitaminas, proteínas, gorduras etc. essenciais ao seu cão, existindo no mercado muita variedades e boas rações -, não deixando o leite maternos até à 5ª semana.

Até aos 4 meses deverá ser alimentado três vezes por dia, a partir do 4º mês reduzir para duas refeições e a partir do mês 10 reduzir para uma refeição por dia, lembre-se de dar as refeições todos os dias á mesma hora. Respeite as quantidades indicadas na ração, não deixando o cão encher-se demasiado – quando comprar a ração peça o copo de medida.

Caso o seu cão não coma tudo de uma só vez, não deixe ficar no comedouro o resto da comida, retire-a e volte só a alimentá-lo na próxima refeição – ter em conta que os cães no Verão têm tendência a comer menos.

Pelagem

Um cão bem tratado sente-se bem e os cuidados com o seu corpo contribuirão muito para a sua saúde equilibrada. O pêlo deve ser escovado duas vezes por semana, pode utilizar uma escova ou uma luva de borracha. Se o pêlo estiver húmido, deverá esfregá-lo com uma toalha e deixá-lo secar num local quente.

O pêlo do Dálmata não apresenta as generalizadas mudas sazonais, ele muda ao longo de todo o ano.

Banho

Dois a quatro banhos por ano são suficientes, só devendo dar banho aos cachorros a partir do terceiro mês. No entanto, se o cão tiver andado a brincar junto de lixo, excrementos ou tiver tomado banho no mar, então será conveniente dar-lhe banho. Nunca utilize champô para humanos, pois o ph da sua pele é diferente do nosso. Use um champô adequado para a raça e o seu estado de desenvolvimento. A temperatura da água deverá rondar entre os 26º a 28º. Depois do banho esfregue-o cuidadosamente com uma toalha e deixe-o secar tranquilamente num lugar quente.

Nunca deverá utilizar secadores de qualquer espécie, pois pode queimar a pele do cão.

Patas e unhas

Tenha cuidado com os inúmeros corpos estranhos afiados que se podem introduzir nas patas. No Inverno a pele perde elasticidade devido ao frio, podendo nas regiões com temperaturas mais frias o gelo infiltrar-se na pele. A neve pode provocar queimaduras, por isso se passear com o seu cão em zonas com neve, deverá lavar-lhe as patas com água morna, secá-las bem e aplicar-lhe um creme próprio. Quando as unhas estiverem demasiado compridas, deverá levá-lo ao veterinário para as cortar. Em casa, poderá limá-las com um utensílio próprio para o efeito.

As orelhas

Como as orelhas dos Dálmatas são tombadas, é necessário inspeccioná-las e cuidar delas periodicamente. Limpe-as com um pouco de algodão – que não se desfie – enrole-o à volta do dedo indicador para tirar a secreção. Nunca introduza cotonetes ou outros objectos no buraco auricular, pois pode ferir os ouvidos. Se notar alguma crosta, mau odor ou segregação excessiva, ou verificar que o cão coça as orelhas ou a cabeça com frequência, deverá levá-lo ao veterinário.

Os olhos

Embora o Dálmata requeira menos cuidados com os olhos do que muitas outras raças, deverá retirar regularmente as secreções e corpo estranhos que se possam alojar nos cantos.

Se notar que os cantos dos olhos estão avermelhados, com secreções e lacrimosos, deverá levá-lo ao veterinário.

Deverá vigiar o seu cão de forma a verificar algum comportamento fora do normal. E não deverá dar ao seu cão medicamentos sem consultar primeiro o veterinário.

INFORMÁTICA E TECNOLOGIA

RANDOM POSTS

0 140
Às vezes, um ou dois carrapatos que estejam carregando formas infectantes dos protozoários causadores dessas enfermidades são o bastante para que o cão contraia uma dessas...