Como cuidar dos filhotes de calopsita

1359932131_469650341_13-Filhote-de-Calopsita-

A eclosão dos ovos acontece no periodo de 19 a 21 dias após a postura da mesma.

Após a eclosão dos ovos os pais se revezam no cuidado e alimentação dos filhotes. O comportamento dos pais, a partir deste momento, pode variar ainda mais. Normalmente a fêmea fica com os filhotes. Quando ela sai o macho fica no ninho aguardando o retorno dela para poder sair novamente.

Alimentação

Após o nascimento dos filhotes, duplique a quantidade de alimento que você costumava dar,  acrescentando a farinhada, pois a proteína é importante para o desenvolvimento do filhote, principalmente nessa fase inicial.

Os pais se encarregarão do resto.  Até os dois primeiros dias, o filhote não é alimentado.  Ele já nasce com uma reserva de alimento obtida ainda dentro da casca do ovo.

A quantidade de alimento oferecida pelo casal varia conforme a fase de vida dos filhotes.  Até os 15 dias de vida aproximadamente, os pais ficam ávidos por alimentar os filhotes, em quantidade e periodicidade.  A partir daí, os pais podem começar a se ausentar mais tempo do ninho e a alimentar os filhotes menos vezes ao dia.

É importante o criador ficar atento se os filhotes estão sendo bem tratados pelos pais, observando se os mais novos recebem o mesmo tratamento dos mais velhos.  É normal os mais crescidos conseguirem se sobressair em relação aos mais novos, ficando logo à frente para pedir alimento aos pais.  Se observar que o mais novinho não está sendo suficientemente alimentado, coloque-o na frente dos demais.

À medida que os filhotes crescem, os machos tendem a cuidar mais dos filhotes do que a fêmea, principalmente se estiver querendo iniciar novo ciclo reprodutivo. É preciso atenção do criador nessa fase, porque a fêmea ou o macho, ou ambos, podem querer expulsar os filhotes do ninho, machucando-os, para poder iniciar nova postura.

Caso a fêmea venha a botar ovo nessa fase, o mais adequado é jogar o ovo fora, pois o casal poderá ficar confuso entre chocar e cuidar dos filhotes.

Tornando independentes

A partir de aproximadamente 40 dias de vida, os filhotes vão procurar aprender a se alimentar por conta própria, imitando os pais, mas somente se tornarão suficientemente independentes por volta dos 60 dias de vida.  Nessa fase de transição, os pais continuarão a alimentá-los, em menor quantidade.

Mesmo já se alimentando sozinhos, sugerimos deixar os filhotes com os pais até aproximadamente 70 dias, transferindo-os posteriormente para outra gaiola.

É até possível deixar os filhotes juntos com os pais, dependendo da quantidade de filhotes e do espaço da gaiola, mas é preciso ter em mente que, mais cedo ou mais tarde os filhotes acabam tendo que ser separados dos pais, por diversas razões :

-Espaço físico;

– Filhote que continua a pedir alimento aos pais mesmo já se alimentando sozinho (nem todos os filhotes fazem isso, mas alguns fazem).
– Interesse do pai pela filha, ou do filho pela mãe

– Casal inicia nova postura e o filhote acaba atrapalhando (por ser curioso, acaba entrando no ninho para bisbilhotar, estressando o casal.

-Depois que o filhote macho cresce, ele deixa de ser visto pelo pai como filho e sim como um macho intruso no habitat dele.

Caso você venha a se desfazer dos filhotes, procure ter a certeza de que os filhotes realmente estão se alimentando sozinhos, e faça isso somente a partir de 70/80 dias de vida, para que a ave se ambiente com mais facilidade na nova morada.

Comments

comments