Como cuidar de cães recém nascido

Para quem adora animais, tamanha é a alegria ao ver que sua cachorrinha de estimação deu à luz. No entanto, assim como os seres humanos, os filhotinhos também precisam de uma atenção muito especial e cuidados, a fim de que cresçam fortes e saudáveis.

Primeiros passos

Assim que o filhote nascer, é importante que você se certifique sobre seus aspectos físicos: a primeira coisa que deve ser feita é abrir a boquinha do cão e observar o céu da boca, visando perceber se não existe nenhuma má formação genética. Em alguns casos o animal possui o pálato fendido, de modo que é asfixiado ou contrai pneumonia pela própria a ingestão do leite materno.

Ao perceber algo diferente, contate de imediato um veterinário visto que outras opções de alimentação podem ser realizadas para manter a vida do bichinho. Quando atingir as condições propícias, uma cirurgia corretiva do problema também é viabilizada.

Alimentação

O cão recém-nascido necessita de uma amamentação com qualidade, visto que sua futura imunidade dependerá deste fator – comece observando se todas as condições são oferecidas pela mãe e por seus demais companheiros.

Obter os cuidados necessários com sua alimentação o protegerá contra doenças infecciosas como a parvovirose ou cinomose, de modo que após o nascimento, o cãozinho dispõe de apenas 30 horas para absorver toda essa imunidade através do leite materno. Portanto, procure dar espaço aos outros animais que não conseguiram ainda uma chance de mamar.

Caso as condições permaneçam inaptas, existe um leite comercial chamado Pet Milk: você deve ceder 20ml deste produto por dia a cada 100g do peso do filhote – as instruções estão indicadas na própria embalagem. Se preferir, receitas caseiras se encontram disponíveis para a preparação do leite, porém consulte primeiro seu veterinário.

Saúde

É comum que os cãezinhos tenham dificuldades para fazerem suas necessidades. Para lidar com este problema, é muito simples: passe com água morna um algodão em toda extensão de sua barriguinha, massageando-a levemente – este artifício simula a língua da mamãe.

Caso o animal ainda sim não faça suas necessidades, aplique também o algodão morno em suas genitálias.

Outro fator importante é a questão da temperatura do corpo do bebê – ela deve ser constante e claro, aquecida. Uma maneira viável de proteger o filhote contra o frio é enrolar uma garrafa pet com água não muito quente em uma toalha, e dispor o pequeno cãozinho ao seu lado.

Lembre-se que tamanha é sua fragilidade que o pequeno filhote pode morrer de frio, de modo que você terá que ficar atento quando a temperatura da garrafa diminuir.

Seguindo estes passos, certamente você terá a chance de ver os lindos cãezinhos crescerem com muita saúde e disposição, prontos para fazerem companhia a você ou às outras famílias.

Comments

comments